Shop Mobile More Submit  Join Login
Group Info Group Founded 5 Years ago Statistics 355 Members
17,869 Pageviews321 Watchers

Boas Vindas!

:iconliteraturabr:

:bulletgreen: O grupo LiteraturaBR é destinado exclusivamente para a literatura BRASILEIRA! Músicos, poetas, blogueiros, escritores, romancistas, jornalistas e até mesmo os inspirados de final de semana são bem vindos e convidados a apresentar, representar, dialogar e se inspirar com os textos aqui publicados.

:bulletyellow: Fundado no dia 1º de Novembro de 2010, ainda somos uma comunidade pequena, mas contamos com todos os membros para transformar o #LiteraturaBR a maior comunidade de letras brasileiras de todo o Deviant Art! (wow, muito ideal)

:bulletblue: Dúvidas, críticas (construtivas), sugestões e afins sempre serão bem recebidas, então não deixe de abrir a boca, ou escrever aqui o que passa pela sua cabeça. Pois eu sei que ela está cheia de boas idéias!

:bulletwhite: Os textos devem ser escritos em português.

:bulletgreen: As regras do Grupo estão disponíveis neste link: literaturabr.deviantart.com/jo…

:bulletgreen: As regras do Concurso Literário do mês estão disponíveis aqui: literaturabr.deviantart.com/jo…

:bulletgreen: Conversar no chat do grupo chat.deviantart.com/chat/escri…

:bulletyellow: Um forte abraço da Administração! XD

:bulletgreen: Estes são sites interessantes para escritores e leitores:

www.escrevaseulivro.com.br/esc…
(exatamente o que o nome propõe. Desmistifica muitos detalhes a respeito)

www.youtube.com/channel/UCL0hf…
(Canal no youtube do site acima)

www.widbook.com/

www.recantodasletras.com.br/
(Duas redes sociais exclusivas para literatura, com recursos inexistentes no Deviant Art)

clubedeautores.com.br/
(Para autopublicação gratuita de livros)

canaldoensino.com.br/blog/50-l…
(Não conseguiu comprar uma leitura ultimamente? Baixe estas de graça)

Gallery Folders

Obra Prima
Poesias e Poemas
Prosa
Musicas e Cifras
deviation in storage by PoemaDivina
"Fan Fictions"
Diario Meu
Criticas
Rascunhos
Concurso Literario do Mes
Cenario Atma - RPG e fantasia

Deviants

Affiliates

:iconlove-original-lit::iconrevistaavessa::icongaleriabr::icondeviant-brazilian-fc::iconlarevolucionescrita::iconportugaliteratura::iconamantes-da-escrita::iconbrasil::iconart-br::iconfollck::icondigital-art-america::iconlooselacespoetry::iconbrazilians::iconarte-livre::iconem-portugues::iconsupremos-do-da:


Trabalhos Julho, Agosto, Setembro

Aqui estão os trabalhos postados por nossos membro nos meses de Julho, Agosto e Setembro.

Julho

Realidades da imaginacao by RHBJ Nyxcilla, deusa dos mares e da noite
Da calmaria
A tempestade repentina
Conforme ladainha
Da rainha
Nomes e Epítetos: Rainha da escuridão, Nyxcta,
Mãe da magia, Dona da Terra Oculta, Thallassathea.

Símbolo: Pérola
    Nyxcilla governa as vastidões escuras do mundo, tanto as profundezas marítimas quanto a noite e a Lua. De seus domínios lunares traz a magia até os oceanos, que nos concede pelas marés. Como convém à deusa dos mares, nunca se fixa em um lugar. Conforme o temperamento forte e irresistível, julga a sorte e o azar de quem cruza seus domínios. De Diveus, regularmente recebe convites e cortejos através de mensageiros mortais, mas não se sabe quais são suas respostas e nem se chega a dá-las.

<i>
Embevecimento by RHBJ

Mature Content

Os Deuses Informais    Como dizia um certo crocodilo: olá. Não se lembra de mim, meu querido? Do que fizemos ontem? O Entrudo, lembra? Eu sou Aquele que estava junto com o Maruxo, o deus dos marginais.
    Ele é só o deus do que não é urbano nem cultivado, do instinto de dentro e do que se deixa lá fora. Sempre parece familiar porque você já o viu antes, mas nunca sabe dizer onde, e é assim que ele gosta. A voz sempre excita, apesar de soar bruta e rouca. Isso é porque parte de você lembra as coisas selvagens que ouviu ele cantar, das danças frenéticas que compartilhou, do suor e outros fluidos que você gastou na presença do Maruxo.
    Você teve sorte, nem eu sei onde vão parar as pessoas que ele fez sumir dentro da capa. Talvez sejam aquelas anônimas que sempre preenchem espaço na multidão sem chamar a atenção. Se for isso, esses ninguéns d


Agosto

Consciencia limpa eh como um rio...Consciência limpa é como um rio...
O gorducho e sua bicicleta nova despontam no final da rua. Eu nem preciso ver pra saber, pois os moleques da rua sinalizavam com sons próprios de hienas em êxtase; guinchos histéricos, ora sobre o saco de banha retardado em cima de duas rodas, ou de como aquela alcateia devia “dar-lhe uma lição”. Não tenho papo com a “nova geração”, que diariamente faz nada o dia todo a 15 metros de onde moro, tampouco com o garoto zoado. Não sou velho o suficiente a fim de precisar os desfechos inerentes a conflitos comuns nas ruas, mas quando as entranhas se contraem na ocasião de certas cenas, é impossível ignorar
alerta tão visceral.
Dias...
Olho pelo portão justamente quando o gordinho é arremessado da bicicleta após um chute pelas costas. Ontem havia sido “apenas” um tapa na cara. Tenho o peso de três daqueles filhos da puta; sei que
Harkum
Harkum
No grande estômago de Harkum uma tempestade elétrica varre  violentamente o negro oceano ácido. Pouco mais de dez mil condenados, que  naquele instante ousavam afagar na superfície a agonia do afogamento eterno,  vêem uma cortina de relâmpagos assomar no horizonte gástrico do inferno, até  por fim serem retalhados por milhares de feixes ofuscantes. Sem jamais perderem  a consciência ou a sensibilidade sobre suas terminações nervosas, mesmo com os  corpos despedaçados, afundam até o leito, aonde, após terem os membros  recombinados grotescamente, iniciam uma lenta e insana subida à superfície  enquanto engolem ácido clorídrico; emergindo e morrendo uma morte que nunca  virá.
Anduniel, recostado em uma minúscula ilha de mucosa, refresca-se  no borrifar cáustico d
Diveus, deus-sol e patrono do imperio

Através do Grande Olho
justo e fulgurante
muitos são fundidos
em um império


-Epitáfio profético da cripta de Iskander, o imperador primordial.
Adotado como o primeiro Imperativo de seu culto.
 
 Nomes e Epítetos: Magnúminus, o Invicto, Scopo Divinam Juramenta,
Pater Patriae, Tallarxo Magnus, Terminus, o Sublimador.

Símbolo: Cetro Flamejante
 
    Antes de falar do deus, devemos falar do mortal que ele foi. Iskander foi o primeiro imperador, eleito para expandir um aglomerado de povos em um grandioso império. Em apenas cinco anos, ele conquistou mil cidades, venceu trezentas tribos e escravizou dois milhões. No processo, fundou cinq
Escuridao do fitar
Entrei no teu olho,
Escuridão a beira da entrada,          
A inexatidão acolho,
No caminhar solitário na estrada.
No topo da tristeza, amargura,
O negrume tomou conta de ti,
Culpa minha deixei-te insegura,                          
Por mim, um fraco meliante.    
                                             
Corrompi a ti diante da cruz,
E na saída deixo-te por açoitar,
Desliguei o interruptor daquela luz,
Na escuridão do nosso fitar.
  Carregar uma estrelaversion in english below
Um passo de fé 
Ainda é cheio de medo
Mas no concreto
Continua a pé 
As nuvens que surgem
Sanguinárias e roucas
Gritam suas lanças
Ele ainda assim avança 
O que há 
No espaço infinito 
De tão belo
Para que tu não desistas?
O que te move,
Que não te deixa cair,
Ó caminhante dos passos de fé?
Qual a tua vontade?
E ele, numa rara parada
Diante de minhas perguntas
Volta-se para mim
E sorri 
Seu rosto é cansado
Olheiras e rugas
Mas no seu sorriso
Não há qualquer amargura 
E seus olhos pulsam
Como a luz de um cometa
E em sua mão repousa 
Uma pequena estrela
E ao vê-la, entendo
Finalmente compreendo
O que há de tão belo
Que move o caminhante
E desejo eu, também
Carregar uma estrela
E com meus passos de fé
Fazê-la crescer. 
version in english:
To carry a star
A step of faith
Is still full of

Mature Content

[Poema] Nos Dias Dessa Nova Geracao by EuSouUmCara os quatro muros   
    Um jovem artista vaga pela cidade, sem rumo, isso já não lhe importa mais, já perdeu algo de muito importante. Agora não basta de uma mera casca do homem que já foi. Agonizado com o mundo que o rodeia, sua confiança se perdeu, assim como seu amor.
    Traição, essa palavra antes nunca conhecida se mostra em sua frente, encarando-o com um olhar malévolo, sua boca jorrando veneno. Não há como lutar contra a fera, então ele corre, ao fundo com o som de um rugido misturado com o canto de uma sereia, é encantador e o chama de volta. Porém, o rugido o abafa, sua própria raiva o abafa, e no final, é ignorado.
    Correr, essa é a única palavra que lhe vem à cabeça, mas para onde? Todo esse mundo lhe traz tristeza, todo esse mundo o magoa. Para onde correr então? Assim, um pensamento lhe surge.
   &


Setembro

Mature Content

Mature Content

Ka'aari


    Muitas matas e florestas no império são densas mas relativamente tranquilas, lugares onde um aldeão pode caçar lebres por prazer e necessidade. Ka'aari, o santuário reservado para Corallin, é diferente. A superfície do solo é um emaranhado de troncos caídos, montes de folhas decompostas, trepadeiras urticantes tão vastas e enozadas que sustentam o peso de árvores. Abaixo disto, o solo é impenetrável devido à maneira como no espaço entre duas raízes parece haver uma terceira. A competividade natural da flora é amplificada pelo poder divino de Corallin a um ponto que se torna perceptível às pessoas.
    Olhe para cima, para baixo, para trás. Onde seus olhos pousarem, verá verde-oliva e castanho salpicado de todas as cores do mundo, exceto a luz do sol barrada pelo dossel verdejante. Mas nunca é e

Mature Content

Linha do TempoCiclo Lítico: 7000(?) a 3000(?)* P.I. (Pré-Idura)
(População mundial em 3000: aproximadamente 50 milhões de mortais**)

Máscaras, pinturas e esculturas foram originalmente inventadas para imitar e enganar as fadas antigas e, também, controlar e afugentar os barulhos além da fogueira e da caverna.

Existiam muitas etnias anãs, humanas, halflings etc espalhadas em pequenas vilas fortificadas. O isolamento, a desconfiança e a falta de uma linguagem comum favoreciam essas distinções culturais e ambientais. As etnias atuais sobreviveram por adaptação e por sorte.

Territórios livres da influ

Mature Content

Ocular de L.Já era noite quando acomodei
minha cabeça sobre o travesseiro,
dado cinco minutos,
lembrei daqueles olhos.
Fiz uma simples e rápida pesquisa
sobre a anatomia do olho humano.
Então,
sonolento e sem jeito,
pus-me a escrever tais versos:
Esclerótica niveamente esbranquiçada.
Íris pormenorizada assemelha-se
quase que com uma nebulosa.
A córnea lactescente
faz do brilho próprio
um amor utópico.
[postado no meu Tumblr ogdias.tumblr.com]
Acreditar.A incógnita me afaga,
faz-me sonhar com essa bela
utopia que fora expelida
do meu deleite existente.
Oculto seja o sentimento, sentido de forma
que há de ser sem sentido.
Jaz-me a paz que, presa dentro da terra,
foge de mim com  um método inexplicável.
O compêndio da vida, ideia de que nascemos
para amar e apanhar daquele cuja expectativas
fora das mais magníficas.
Aquela medonha ablepsia que afeta os oculares
dos meus sentidos.
Rasgo com carinho
tudo que escrevera até então.
Pois dos papéis cuja doença havia
me contaminado, não servem-me
para mais nada.
O fogo queimando o que eu já devia
ter observado com as pupilas burras.
O crime hediondo que cometi
também fora realizado
por tantos outros homens,
foi acreditar que seria diferente.
Nova casta.A onipresença do ódio humano
faz-me o enjoo do âmago
levitar dentre a garganta
imunda de pus e lama.
Imo alheio, sujo como pés de defunto.
Terráqueo moribundo, manipulando
o anseio da vingança.
A pena que fora usada para escrever
seu falso motivo de origem,
serviu-se de então para justificar
a macróbia índole da sua ignorância
Ao acontecimento do Omega da casta humana,
nascerá a nova vida, cujo desprezo jamais
há de se pensar.
Todavia, hão de saber que, do fio de cabelo,
da pétala de rosa, do fungo da unha,
o martírio haverá ao toque
dos dois ponteiros no doze,
no doce do enxofre.
O deleite de que tudo voltará a ser
como devia ser, como era e como sempre será…


Parabéns pelos trabalhos produzidos. Gostou de algum? :+fav: seus preferidos. Abraço.
More Journal Entries

Admins

Founder


:iconluizblack5:

Co-Founders


:iconbrunokopte::icongpj252:

Contributors


:iconjaimedeandruart:

Group Info

Group
Founded 5 Years ago
Oct 31, 2010

Location
South America

Group Focus
Art Creation

Media Type
Literature

355 Members
321 Watchers
17,869 Pageviews
Daily Pageviews

Comments


Add a Comment:
 
:iconchapelleiro:
Chapelleiro Featured By Owner Nov 5, 2014
Vlw por aceitarem meu poema (só da mensagem minha aqui)
Reply
:iconluizblack5:
LuizBlack5 Featured By Owner Sep 28, 2014
por nada.
Reply
:iconchapelleiro:
Chapelleiro Featured By Owner Sep 24, 2014
Novamente, obrigado por aceitarem meu poema /o/
Reply
:iconluizblack5:
LuizBlack5 Featured By Owner Sep 6, 2014
^^
Reply
:iconchapelleiro:
Chapelleiro Featured By Owner Sep 5, 2014
Obrigado por aceitarem meu poema (não vou parar de falar isso ^^)
Reply
:iconluizblack5:
LuizBlack5 Featured By Owner Aug 25, 2014
^^
Reply
:iconchapelleiro:
Chapelleiro Featured By Owner Aug 24, 2014
Agradecido ^^
Reply
:iconluizblack5:
LuizBlack5 Featured By Owner Aug 24, 2014
Seus poemas são sempre bem vindo Chapelleiro!
Reply
:iconchapelleiro:
Chapelleiro Featured By Owner Aug 20, 2014
Hey-ho. Obrigado por aceitarem meu poema (y)
Reply
Add a Comment: